Contextualização

O grande desafio para a perspectiva econômica de Macaé está na necessidade de se valorizar uma atividade produtiva sustentável. Isso porque hoje a sua principal atividade, que faz dela uma das cidades brasileiras com maior arrecadação proporcional por número de habitantes, foca um produto não renovável. Com o esgotamento das reservas petrolíferas da região, as empresas que atuam nesse setor tenderão a deslocar-se para outros pólos de produção, deixando uma lacuna considerável no panorama econômico que constituíram no norte do estado. Quando esse momento chegar, será importante contar com alternativas para suprir as demandas de geração de emprego e renda na região. E, neste caso, a pesca artesanal, pautada numa noção de economia solidária e sustentável, pode ser uma garantia renovável de renda.

Além disso, a atividade petrolífera criou uma demanda profissional muito grande, mas as empresas da área não conseguem absorver todas as pessoas que vêm para Macaé, principalmente pela falta de qualificação. O que as empurra para a pesca igualmente sem qualificação ou qualquer tipo de organização. Mesmo assim, a pesca ainda tem grande relevância para Macaé; é dela que boa parte da população macaense retira seu sustento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s